Polícia

Dois foram presos após pouso irregular de helicóptero usado para carregar drogas

Dois homens foram presos após apreensão de um helicóptero utilizado por criminosos para carregamento de drogas. A apreensão foi realizada pela Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (12). A ação contou com apoio da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) e Garras […]

Dayene Paz Publicado em 12/09/2019, às 15h35 - Atualizado às 15h46

(Foto: Divulgação, Polícia Civil)
(Foto: Divulgação, Polícia Civil) - (Foto: Divulgação, Polícia Civil)

Dois homens foram presos após apreensão de um helicóptero utilizado por criminosos para carregamento de drogas. A apreensão foi realizada pela Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (12). A ação contou com apoio da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) e Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

De acordo com as informações do delegado de Polícia Civil, Bruno Santacatharina, assim que o helicóptero realizou o pouso em uma propriedade privada, os investigadores efetuaram a abordagem ao piloto, identificado como Daniel de Almeida Stella, 42 anos, que estava sozinho.

Dois foram presos após pouso irregular de helicóptero usado para carregar drogas
Aeronave foi apreendida (Foto: 90FM)

Ele apresentou versões contraditórias aos investigadores, mas ao ser confrontado, admitiu que teria pousado em Ribas do Rio Pardo nesta quarta-feira (11) e no dia seguinte se encontraria com José Rael de Souza, 53 anos. Juntos, eles decolariam rumo a uma fazenda localizada em outro município.

O piloto afirmou que não tinha um plano de voo e reconheceu que estava irregular. O helicóptero foi apreendido, vistoriado e periciado pela Deco, que constatou várias irregularidades.

Após diligências, os policiais conseguiram localizar José Rael, conhecido como “Bigode” ou “Trator”. Ele negou os fatos e relatou que apenas daria auxílio ao piloto com a gasolina, desconhecendo qualquer carregamento de drogas. Os dois homens foram interrogados na delegacia e enquadrados nos crimes de atentado contra a segurança de transporte marítimo, fluvial ou aéreo, também por associação para o tráfico de drogas.

A polícia acredita que a droga, possivelmente cocaína, seria retirada dessa fazenda para onde eles seguiriam e levada para outra localidade. As investigações continuam para identificar outros membros da organização criminosa.

A Polícia Civil da cidade informou que é a primeira ocorrência registrada em Ribas do Rio Pardo, em que um helicóptero PT-YEZ é apreendido.

Jornal Midiamax