Polícia

Agente penitenciário executado com sete tiros levava cocaína para presídio

O agente penitenciário Duilio Florenciani Gonzales, executado na manhã desta quarta-feira (24), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Paraguai estava com drogas escondida em seu uniforme. Ele estava indo para o trabalho quando foi assassinado. Duilio estava a caminho da penitenciária regional da cidade quando pistoleiros o alcançaram e efetuaram sete disparos, praticamente...

Thatiana Melo Publicado em 24/04/2019, às 11h04 - Atualizado às 13h51

None

O agente penitenciário Duilio Florenciani Gonzales, executado na manhã desta quarta-feira (24), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Paraguai estava com drogas escondida em seu uniforme. Ele estava indo para o trabalho quando foi assassinado.

Duilio estava a caminho da penitenciária regional da cidade quando pistoleiros o alcançaram e efetuaram sete disparos, praticamente todos na região da cabeça, com pistola 9mm. A polícia encontrou em seu uniforme um tablete 1 quilo e 22 gramas de pasta base de cocaína.

A execução aconteceu por volta das 6 horas da manhã desta quarta (24). A polícia investiga o crime com envolvimento com tráfico de drogas. Não se sabe para quem o agente estava carregando a droga, ou se ele comercializava o entorpecente na penitenciária.

Agente penitenciário executado com sete tiros levava cocaína para presídio

(Colaborou Léo Veras/Ponta Porã)

Jornal Midiamax