Polícia

Polícia realiza operação em três bairros da Capital para reduzir criminalidade

Uma mulher com mandado de prisão foi presa

Mariane Chianezi Publicado em 28/03/2018, às 21h26

None

Uma mulher com mandado de prisão foi presa

As Polícias Militar e Civil realizam operação nos bairros Los Angeles, om Antônio e Centenário nesta quarta-feira (28) a fim de reduzir criminalidades e promover segurança aos moradores. Ação começou por volta das 15h30.

Conforme informações da PM, foi feito um estudo nessas regiões e posteriormente identificado que nessas regiões o índice de criminalidade é muito alto, principalmente furtos de carros. Objetivo seria reduzir essas ocorrências de crimes e recuperar esses veículos.

Os militares selecionam um ponto estratégico e as equipes para as pessoas para realizar vistorias e abordagens. Em uma dessas ações, uma mulher com mandado de prisão em aberto foi presa na Rua Alberto Albertini, no Los Angeles, e encaminhada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Ao todo, participam da operação oito viaturas da PM, uma viatura do GOE (Grupo de Operações Especiais) e um helicóptero da Polícia Civil sobrevoa a região Sul da Capital, área que é o foco principal da ação. Equipe do 10º Batalhão é quem comanda.

Operação acontecia na Rua Fernandes Sardinha e seguiria para a Avenida dos Cafezais.

Moradores

Os moradores saíram das residências para observar a ação da polícia e muitos demonstraram satisfação com a operação realizada.

À reportagem, a manicure Angela Lestano, de 30 anos e moradora da região há 15 anos, disse que a casa já foi roubada e na ocasião, bandidos levaram aparelho de DVD e de som.

“Aqui perto do Los Angeles tem um posto da PM, mas não é o suficiente para inibir a ação dos bandidos. Ações como essa deveriam acontecer com frequência”, afirmou.

O comerciante João Rodrigues, de 50 anos, disse que ladrões já invadiram sua casa e levaram R$ 400 e objetos da residência e também defende que policiamentos ostensivos como o de hoje deveriam acontecer sempre.

Waldenir Garcia, de 64 anos, afirmou que mora ao lado de um posto de combustível que foi roubado duas vezes dentro de 20 dias, destacando grau de periculosidade do bairro.

Jornal Midiamax