Polícia

Polícia flagra criança de 2 anos convivendo com viciados em boca de fumo

Casal comandava 'negócios' na boca e bebê convivia com usuários

Aliny Mary Dias Publicado em 21/02/2018, às 18h06

None

Casal comandava ‘negócios’ na boca e bebê convivia com usuários

A prisão de um casal que comandava uma boca de fumo na Vila Marli, em Campo Grande, levou a polícia a descobrir que no ponto de venda de drogas até uma criança de 2 anos convivia com os usuários. A prisão aconteceu nesta terça-feira (20) e foi divulgada pela Polícia Civil hoje.

De acordo com o delegado Gustavo Ferraris, a mulher, de 37 anos, e o rapaz, de 25 anos – conhecidos na região com Branca e Nego – comandavam a boca de fumo.

Denúncias anônimas chegaram até a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), que fez buscas na residência no início da noite de ontem.

Quando chegaram no local, os agentes encontraram um usuário de drogas fumando maconha, o casal, e também uma criança de dois anos, que é filho do casal.

Polícia flagra criança de 2 anos convivendo com viciados em boca de fumo

Os dois já tinham passagem pela polícia por crimes de roubo, tráfico e a mulher por homicídio. Ontem, ele confirmou aos policiais que é traficante e que vendia porções de maconha por R$ 5 e de pasta base de cocaína por R$ 70, hoje, ambos negaram o crime.

Jornal Midiamax