Polícia

Polícia ainda não tem pistas de homem que tentou sequestrar criança de escola da Capital

A polícia ainda não tem pistas do homem que tentou sequestrar uma criança de 10 anos em uma escola particular do bairro Taveirópolis, em Campo Grande, no dia 21 de novembro deste ano. Mesmo com retrato falado, as denúncias que chegaram até o momento, não ajudaram na identificação do suspeito. Também, até o momento, a […]

Dayene Paz Publicado em 18/12/2018, às 16h22 - Atualizado às 16h26

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação

A polícia ainda não tem pistas do homem que tentou sequestrar uma criança de 10 anos em uma escola particular do bairro Taveirópolis, em Campo Grande, no dia 21 de novembro deste ano. Mesmo com retrato falado, as denúncias que chegaram até o momento, não ajudaram na identificação do suspeito.

Também, até o momento, a polícia não conseguiu identificar a placa do carro em que o suspeito foi até o local, um Renault Duster, de cor branca, de acordo com o delegado que está à frente das investigações, João Paulo Sartóri.

O retrato falado foi feito com as características descritas por testemunhas e divulgado no dia 4 de dezembro. O caso segue em investigação pela Delegacia Especializada de Repressão à Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras).

Entenda

O suspeito chegou na escola, informou o nome completo do estudante, a série e disse que iria levá-lo para casa. No entanto, funcionários estranharam a atitude porque a criança havia faltado aula no dia.

No dia seguinte, quando a escola questionou se a família havia pedido para outra pessoa buscar a criança, os pais afirmaram que desconhecem o homem.

O caso foi registrado como tentativa de sequestro e segue em investigação pelo Garras. Denúncias podem ser feitas pelo telefone: 3357-9500.

Jornal Midiamax