Polícia

Mais um trabalhador rural morre eletrocutado em Mato Grosso do Sul

Esposa do jovem ainda tentou puxá-lo e levou choque

Diego Alves Publicado em 17/02/2018, às 00h39

None

Esposa do jovem ainda tentou puxá-lo e levou choque

Mais um trabalhador rural morreu eletrocutado em Mato Grosso do Sul. Esse segundo caso aconteceu nesta sexta-feira (16), na Fazenda Vó Maria Eli, na zona rural de Porto Murtinho, cidade a 413 quilômetros de Campo Grande. A vítima foi identificada como Edimilson Soris Menezes de 26 anos. Mais um trabalhador rural morre eletrocutado em Mato Grosso do Sul

Nesta quinta, o também trabalhador rural, Aparecido Oliveira, de 46 anos, morreu eletrocutado no início da noite quando tentava religar a energia elétrica de uma fazenda, em um poste próximo do quilômetro 9 da MS-080, na saída para Rochedo, em Campo Grande.

Consta no boletim de ocorrência, que Edimilson havia chegada na fazenda no último sábado (10) para substituir um funcionário e  ocupar a casa da fazenda. 

Na tarde de hoje, o jovem foi puxar um arame da tela aos fundos da casa. Porém, ele não percebeu que um fio de eletricidade estava encostado no arame, o que lhe causou o contato com uma forte descarga elétrica.

A esposa de Edimilson ainda tentou puxá-lo, mas também levou um choque e por isso o soltou. Ela então arrancou o fio da tela e logo em seguida percebeu que o marido estava inconsciente. Muito abalada, ela ainda pegou o carro e foi buscar socorro no hospital da cidade, porém o trabalhador já havia morrido. O caso foi registrado como morte a esclarecer na delegacia da cidade. (Foto: Hospital de Porto Murtinho)

A Energisa ressalta que a população nunca deve operar chave da rede elétrica ou religar a chave em casos de falta de energia. Esta atitude representa sérios riscos à segurança, com risco de morte, e o autor pode responder criminalmente por este ato.  A Energisa está disponível 24 horas para o registro de ocorrências pelo telefone 0800 722 7272, pela agência virtual no site, aplicativo Energisa On e sua página no Facebook.  

Jornal Midiamax