Polícia

Polícia ainda não identificou a jovem que foi violentada e morta a pedradas

A polícia ainda não sabe quem é a jovem que foi morta apedrejada e teve o corpo abandonado sem roupas em meio a um matagal no Jardim Tijuca, em Campo Grande. Nenhum parente ou familiar apareceu para reconhecer o corpo e a polícia aguarda o resultado de exames que estão sendo feitos para identificar a moça, […]

Thatiana Melo Publicado em 01/06/2018, às 10h28 - Atualizado em 02/06/2018, às 08h09

None

A polícia ainda não sabe quem é a jovem que foi morta apedrejada e teve o corpo abandonado sem roupas em meio a um matagal no Jardim Tijuca, em Campo Grande. Nenhum parente ou familiar apareceu para reconhecer o corpo e a polícia aguarda o resultado de exames que estão sendo feitos para identificar a moça, que tem entre 18 e 20 anos.

Ela foi localizada sem roupas e com sinais de violência sexual em um terreno próximo à Avenida Lúdio Martins Coelho.O rosto da jovem estava desfigurado, provavelmente por causa de pedradas. A Perícia da Polícia Civil recolheu duas pedras com marcas de sangue que estavam próximas ao corpo.

A polícia acredita que a jovem tenha sido estuprada. O corpo da vítima também tinha sinais de que ela possa ter entrado em luta corporal.

A jovem que aparenta ter aproximadamente 1,5 metro de altura, estava descalça e com os pés sujos.

Jornal Midiamax