Polícia

Casal é preso em Dourados transportando aproximadamente 2 toneladas de maconha

Um casal foi preso na manhã deste sábado (21), em Dourados, cidade distante a 228 quilômetros de Campo Grande com grande quantidade de maconha que estava escondida em um fundo falso no assoalho do reboque de um caminhão bitrem. A droga ainda não foi pesada, mas estima que possa chegar a 2 toneladas. A ação […]

Mariana Rodrigues Publicado em 21/07/2018, às 12h19 - Atualizado às 12h27

Foto: Divulgação/PRF
Foto: Divulgação/PRF - Foto: Divulgação/PRF

Um casal foi preso na manhã deste sábado (21), em Dourados, cidade distante a 228 quilômetros de Campo Grande com grande quantidade de maconha que estava escondida em um fundo falso no assoalho do reboque de um caminhão bitrem. A droga ainda não foi pesada, mas estima que possa chegar a 2 toneladas.

A ação se deu em meio à Operação Égide de Combate ao Crime na Região da Fronteira. Os policiais da PRF (Polícia Rodoviária Federal) se deslocavam quando viram uma carreta Mercedes Benz, com placas de Naviraí (MS). Ao consultar o sistema da PRF, foi constatado que o proprietário tinha mandados de prisão em aberto.

O condutor de 38 anos estava acompanhado de uma mulher de 42 anos, eles foram abordados no Anel Viário de Dourados. Durante verificação no veículo, policiais observaram um fundo falso no assoalho do primeiro reboque.

O homem confessou aos policiais que estava transportando maconha, mas disse que a mulher não sabia da droga. Ele contou ainda que pegou a carreta já carregada em Amambai (MS) e levaria a droga até a cidade de São Paulo (SP). Pelo transporte ele afirmou que receberia R$ 15 mil, conforme o Dourados News.

A polícia desconfiava que cocaína ou armas pudessem estar no fundo falso da carreta, porém, até o momento nenhum vestígio encontrado desses ilícitos.

O casal, o veículo e a droga serão encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Dourados, onde a droga será pesada.

Operação

A Operação Égide da PRF é desenvolvida desde junho de 2017. A operação, é um esforço do governo federal na busca por incrementar investimentos da região de fronteira para aumentar o combate aos crimes transnacionais e vêm apresentando recordes em apreensões e prisões.

Jornal Midiamax