Acidente aconteceu no dia 8 de setembro de 2013

 

O vigilante Jânio Jorgino dos Santos que matou Isabel dos Santos Saltiva, 6, atropelada foi condenado a 14 anos de prisão em julgamento ocorrido nesta quarta-feira (30) no Tribunal de Júri do Fórum de , cidade a 325 quilômetros de Campo Grande.Vigilante que dirigia bêbado e matou criança é condenado a 14 anos de prisão

O acidente aconteceu no dia 8 de setembro de 2013, na Avenida Capitão Olinto Mancini, esquina com a Rua Professor João Tomes. Segundo a denúncia, Jânio estava embriagado e dirigia um Fiat Uno.

Ele foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio simples e direção alcoolizada contra as vítimas Isabel Santos Saltiva e o seu primo Lucas Diego Campos Saltiva, que ficou ferido no acidente. A decisão foi proferida pelo juiz Rodrigo Pedrini.

Caso

Isabel foi atingida pelo carro conduzido por Jânio no dia 8 de setembro 2013, por volta da 19h20 horas na Avenida Capitão Olinto Mancini, esquina com a rua Professor João Tomes.

Segundo o site JPNews, a vítima acompanhada da irmã Sarah e do primo Lucas entregavam convite de seu aniversário. “A gente tinha ido entregar o convite a uma amiga de Isabel e ela não estava em casa, então no caminho de volta para a casa das minhas primas é que houve o acidente”, declarou Lucas Saltiva em seu depoimento nesta quarta.

Segundo acusação do Ministério Público, o carro atingiu Isabel que foi arremessada e chocou-se contra um poste de luz. O primo foi atingido, ficou ferido e o motorista não parou para prestar socorro às crianças.

Consta na sentença que Jânio pegou a direção “assumindo o risco de produzir os resultados, ao dirigir sob a influência de álcool, em excessiva velocidade e sem observar as regras de circulação viária, atropelou as vítimas Isabel e Lucas, causando a morte da primeira e causando ferimentos no segundo”.