Autor tem várias passagens pela polícia

A venda de uma casa acabou em briga e agressões na cidade de distante 422 quilômetros de Campo Grande. Uma mulher de 34 anos, foi agredida pelo marido de 37 anos que afirma ser da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A briga começou por que a esposa teria negado dinheiro ao companheiro da venda de uma casa para ele comprar drogas, já que seria usuário. Ele passou a bater na esposa com socos e chutes, sendo que ainda tentou agredi-la com um pedaço de ripa momento em que conseguiu fugir e ligar para a polícia.

Com a chegada dos militares foi necessário algemar o autor que estava descontrolado. Durante o trajeto até a delegacia, o autor disse ser do PCC e que sua profissão era fazer assaltos, e que quando saísse da prisão iria matar a esposa.Venda de casa termina com mulher espancada pelo marido que diz ser do PCC

Ainda de acordo com a ocorrência, o autor tem passagens por roubo, furto, estelionato, desacato e posse de arma. O caso foi registrado como , violência doméstica.