Polícia

Usou táxi para transportar maconha, deu calote de R$ 500 e acabou presa

Ela chegou na Capital com droga

Renata Portela Publicado em 06/04/2017, às 09h41

Maconha foi apreendida. Imagem ilustrativa
Maconha foi apreendida. Imagem ilustrativa - Maconha foi apreendida. Imagem ilustrativa

Ela chegou na Capital com droga

Na madrugada desta quinta-feira (6), Polyana Rodrigues Leite, de 31 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas logo após chegar em Campo Grande. Ela saiu de Dourados, a 225 quilômetros, e ofereceu R$ 500 para que um taxista fizesse a viagem.

Conforme o boletim de ocorrência, o taxista fez a corrida de Dourados até a Capital, mas como desconfiou da atitude da mulher, acionou a Polícia Militar via 190. Os policiais foram informados que a mulher ofereceu R$ 500 para fazer a viagem e que, ao chegar, ela disse que não tinha dinheiro para pagar a corrida.

Os militares foram até a suspeita, que estava muito nervosa, e ela disse que uma tia pagaria a corrida. Após conversa com o taxista, os policiais foram informados que a passageira tinha trazido para Campo Grande uma bolsa, que foi encontrada já dentro da quitinete onde ela mora, destino final da corrida, no Jardim Centenário.

Na bagagem foram encontrados tabletes de maconha, então Polyana confessou o tráfico. Ela informou que pegou a droga em Ponta Porã, foi até Dourados de Van e lá pegou o táxi até a Capital. Foi dada voz de prisão e a mulher foi encaminhada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, onde o caso foi registrado como tráfico de drogas.

Jornal Midiamax