Polícia

PRF tira de circulação 48 ‘motos enroladinhas’ que eram usadas por presidiários

"Motos enroladinhas" são comercializadas nas redes sociais.

Midiamax Publicado em 11/05/2017, às 19h58

None

“Motos enroladinhas” são comercializadas nas redes sociais.

   A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 48 motocicletas esta semana em Dourados que estavam sendo usadas por presidiários do Estabelecimento Penal Masculino de Regime Semiaberto e Aberto que se deslocavam para o trabalho.

         A ação, segundo o inspetor Waldir Brasil do Nascimento Júnior faz parte da Operação Cáucaso que foi deflagrada no dia primeiro de maio pela PRF em todo o País e em Mato Grosso do Sul para combater os crimes praticas na região de fronteira.

         As motocicletas apreendidas estavam todas irregulares. Elas são conhecidas como as “enroladinhas” e eram usados diariamente pelos presidiários que logo ao amanhecer iam para o trabalho em várias regiões de Dourados. As apreensões aconteceram na BR 163 e no prolongamento da Avenida Marcelino Pires.

         Conforme o inspetor Brasil seis motocicletas eram estrangeiras e não tinham documentos e muito menos placas e as outras 42 estavam com documentação vencida há mais de três anos. Um grande número dos condutores das “motos enroladas” não portava Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

         Durante o momento da operação os motociclistas tiveram que empurrar seus veículos por mais de três quilômetros no trecho entre a Penitenciária Estadual de Dourados até o posto da PRF. As motos consideradas “enroladinhas” podem ser encontradas através de anúncios de vendas através de páginas Facebook e em outras redes sociais.

         As motos estrangeiras estão no pátio do posto da PRF enquanto que as demais foram enviadas para o pátio de veículos apreendidos do DETRAN.

         Um dos grupos de “enroladinhos” pode ser encontrado neste endereço eletrônico: https://www.facebook.com/groups/1429114337393282/

Confira o vídeo:

Jornal Midiamax