Polícia

PF pede ajuda para vítimas da ‘AUMETAL’ denunciarem esquema de estelionatários

Cerca de 25 mil pessoas foram ludibriadas 

Midiamax Publicado em 24/11/2017, às 13h51

None

Cerca de 25 mil pessoas foram ludibriadas 

A Polícia Federal emitiu um termo de declarações destinado as vítimas interessadas em denunciar a organização criminosa desmantelada durante a operação Ouro de Ofir, acusada de aplicar golpes ‘vendendo’ investimento em títulos nacionais e até em uma mina de ouro inexistente, 

As atividades das supostas operações financeiras eram SAP e Aumetal, que são acusadas de ludibriarem 25 mil pessoas em todo o País. O modelo da denúncia está disponível no site  www.pf.gov.br

De acordo com a polícia, o objetivo da iniciativa é que as pessoas tenham facilidade em denunciar, expondo a situação de cada investidor para enriquecer a colheita de indícios contra a organização criminosa. 

A PF salienta, ainda, que mesmo preenchendo o formulário e enviando-o para a Superintendência Regional do Mato Grosso do Sul, conforme instruções abaixo, é importante que seja registrado Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de sua localidade.

O golpe era baseado na existência de uma suposta mina de ouro que foi explorada há muito tempo e cujos valores oriundos das comissões para a revenda estariam sendo repatriados e cedidos, vendidos ou até mesmo doados a terceiros, mediante pagamentos. O grupo promete lucros exorbitantes envolvendo ouro ‘do tempo do Império’ e antigas ‘letras do Tesouro Nacional’. 

A operação prendeu Celso Eder de Araújo, dono da empresa Company Consultoria que também foi alvo da operação, além de Sidney Anjos Pero e Anderson Flores de Araújo, tio de Celso.

Veja como efetuar a denúncia:

1. Baixe o FORMULÁRIO PARA DENÚNCIA no link https://drive.google.com/file/d/1_Y6-PdE1Ss0F3z3doHOTxZ1h_A5RmCKz/view?usp=sharing , que deverá ser impresso, preenchido e ter FIRMA RECONHECIDA EM CARTÓRIO;

2. Posteriormente, este formulário preenchido e com FIRMA RECONHECIDA deverá ser entregue na SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA PF/MS – Rua Fernando Luiz Fernandes, 322, Vila Sobrinho, Campo Grande/MS, CEP 79.110-503 – no PLANTÃO, aos cuidados do Dr. GUILHERME FARIAS, Delegado de Polícia Federal;

3. Os denunciantes que residirem fora da cidade de CAMPO GRANDE/MS deverão proceder da mesma forma, no entanto, postando o formulário preenchido e com FIRMA RECONHECIDA EM CARTÓRIO pelos Correios para o endereço acima, aos cuidados do Dr. GUILHERME FARIAS, Delegado de Polícia Federal;

4. As perguntas do formulário não devem ser apagadas no momento do preenchimento;

5. Responder nos campos onde consta “Resposta à Pergunta x” de forma objetiva e direta. 

Jornal Midiamax