Polícia

Garota culpou adolescentes por medo, e investigação de estupro prossegue

Um dos adolescentes foi esfaqueado pelo tio da menina 

Clayton Neves Publicado em 22/11/2017, às 20h52

None

Um dos adolescentes foi esfaqueado pelo tio da menina 

A adolescente de 13 anos que afirmou ter sido amarrada e estuprada por dois adolescentes na noite de terça-feira (21), confessou à polícia que inventou a história. Em novo depoimento, a menina contou que mentiu porque não sabia o que dizer a mãe, que a flagrou chegando em casa à noite.

No entanto, o caso segue sob investigação, já que laudo médico apontou que a menina já foi abusada. Pela lei, qualquer aproximação com cunho sexual com crianças de até 14 anos configura quadro de estupro.  A jovem negou que os abusadores sejam os adolescentes anteriormente apontados.

De acordo com informações do site Coxim Agora, a menina teria saído e, ao retornar à noite, se deparou com a mãe que a aguardava. Sem ter como justificar o motivo pelo qual havia saído e retornado naquele horário, a jovem amarrou as mãos com um lençol e inventou que teria sido estuprada pelos garotos de 16 e 17 anos.

O caso

A menina estava sozinha na casa do tio, que tinha saído para ir ao mercado. Quando retornou, o homem não encontrou a sobrinha, que chegou tempos depois chorando com os braços ainda amarrados.

Ela tinha sido deixada na residência pela mãe, que tinha ido à escola. Anteriormente, a menina havia contado que foi retirada da casa por dois adolescentes, de 16 e 17 anos, levada para um matagal tendo as mãos amarradas com um lençol. Em seguida, ela disse que os dois teriam cometido o estupro.Garota culpou adolescentes por medo, e investigação de estupro prossegue

A polícia Militar foi acionada e os dois adolescentes localizados e apreendidos. Eles negaram o crime na delegacia.

Desesperado, o tio da menina que estava com uma faca nas mãos acabou ferindo o abdômen de um dos adolescentes, sendo contido pela polícia, segundo o site Edição de Notícias.

Jornal Midiamax