Droga era adquirida na internet e revendida na Capital 

Policiais do Batalhão de Choque penderam na noite desta segunda-feira (31) Clayton Cesar da Silva Rodrigues e Silvio Henrique Souza Silva, de 24 e 19 anos, comercializando LSD na Orla Morena, em . Segundo a dupla, a droga sintética era adquirida pela internet e revendida na Capital por R$ 50 cada microponto.

Foram denúncias anônimas que levaram os policiais a dupla. A informação era de que dois jovens fariam a entrega de LSD próximo a pista de skate da orla. Em rondas pela região, os militares avistaram Clayton e Silvio e os abordaram.

Quando se aproximaram dos suspeitos, a equipe percebeu Silvio se desfazendo de um pedaço de papel. Nas buscas pessoais, nada foi encontrado com os rapazes, mas foi constatado que o ‘pedaço de papel' era na verdade micropontos da droga. O suspeito de 19 anos logo confessou que estava segurando o LSD a pedido de Clayton.

Silvio afirmou que o amigo pediu para guardar a droga até ele conseguisse concluir a venda do LSD. Clayton confessou o crime e ainda relatou que havia mais droga escondidas dentro do manual do seu carro, um Fiat Uno e também na sua casa, no Bairro Coophavilla II.Dupla é presa em flagrante durante venda de LSD na Orla Morena

Os militares apreenderam 49 micropontos dentro do veículo e outra cartela, com a mesma quantia, escondida em um tênis na casa do suspeito. Clayton explicou que comprava a droga sintética pela internet por aproximadamente R$ 400 e a recebia pelo correio. Depois revendia em Campo Grande por R$ 50 cada microponto. Pela venda na orla ele receberia R$ 350.

Presa em flagrante, a dupla foi levada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, onde foi constatado que Silvio estava com um mandado de prisão em aberto. O caso foi registrado como tráfico de drogas.