Contratado por detento, jovem ‘guarda’ maconha na casa da mãe e acaba preso

Polícia encontrou maconha enterrada até no quintal
| 30/04/2017
- 16:44
Contratado por detento, jovem ‘guarda’ maconha na casa da mãe e acaba preso

Polícia encontrou maconha enterrada até no quintal

Dois jovens de 18 e 23 anos foram presos suspeitos de tráfico de drogas, na noite deste sábado (29), no Jardim Noroste, em Campo Grande. O envolvido de 23 anos teria acatado pedido de um presidiário identificado como Eder Weslley Ropelato, vulgo ‘Chucky’, para guardar nove tabletes de maconha, por dois dias.

Segundo o boletim de ocorrência, uma equipe da PM (Polícia Militar) fazia rondas no Jardim Noroeste, quando viram uma Honda Titan, prata, saindo de uma residência, na Rua da Perdizes, em alta velocidade, com as placas viradas. O condutor de 18 anos, que estava de mochila, chamou a atenção dos militares, que iniciaram um acompanhamento tático, inclusive com as sirenes ligadas. O rapaz não obedeceu as ordens de paradas, e, só foi abordado após cair do veículo, próximo ao lixão.

Em meio a um matagal, os militares localizaram três tabletes de maconha, que conforme laudo da Denar (Delegacia Especializada em Combate ao Narcotráfico), totalizou 3,2, quilos. Indagado, alegou ter sido contratado por um homem conhecido por ‘Chuim’, indicado por um amigo, que reside pelo bairro Vila Margarida. Pelo valor de R$ 200, pegaria a maconha no Noroeste e deixaria no corredor do Nova Lima, em frente a escola, para uma mulher.

Na casa, onde a droga teria sido buscada, os militares encontraram a mãe do jovem de 23 anos, que ressaltou que o filho havia acabado de sair do presídio. No terreno, os policiais encontraram cinco tabletes de maconha, que conforme laudo totalizou 5,1, quilos. Pelo telefone da namorada do filho, a mulher relatou a presença dos policiais e o rapaz retornou ao local.

ORDEM DO PRESÍDIO

O jovem esclareceu, que a mãe não sabia da existência a droga, e que correu ao ver a polícia tentando abordar a motocicleta. À polícia, disse foi contratado por Chucky, atualmente preso no Ptran (Presídio de trânsito), para guardar a droga por dois dias, por R$ 1,5 mil. Disse ainda, que havia recebido por telefone, a orientação de entregar nove tabletes de droga, ao rapaz de 18 anos.

Militares retornaram ao local da abordagem do motociclista, mas não localizaram mais entorpecentes. A dupla foi levada à Depac (Delegacia de Proto Atendimento Comunitário), do Centro, e o crime registrado como tráfico e associação ao tráfico de drogas. 

Veja também

Ele e o irmão estão presos e respondem por tráfico

Últimas notícias