Polícia

Com cela em frente ao MPF, antipetistas de Campo Grande pedem prisão de Lula

Irá depor ao juiz da 13ª Vara Federal do Paraná

Diego Alves Publicado em 10/05/2017, às 00h33

None
b863c142-a1e6-4e9b-9f55-ca4f82680a55_1.jpg

Irá depor ao juiz da 13ª Vara Federal do Paraná

Com uma cela e bandeiras do Brasil, manifestantes em frente ao MPF (Ministério Público Federal) em Campo Grande pedem a prisão do ex-presidente Lula. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá depor ao juiz da 13ª Vara Federal do Paraná, Sergio Moro, na tarde desta quarta-feira (10).

A defesa do ex-presidente chegou a tentar junto ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), mas não conseguiu, impedir que o petista preste depoimento sobre o caso do tríplex no Guarujá, avaliado em 3,7 milhões de reais.

“Entendemos que a prisão é simbólica para frear a corrupção. É certo que não é só ele (envolvido em corrupção), mas outras pessoas também estão sendo presas”, disse a advogada Mirian Gimenez, de 53 anos.

“A limpeza vai ter que ser feita, a Lava Jato pode durar uns dez anos, mas não pode parar”, conta a empresária Márcia Luzia Peres Lima, 56.

O depoimento do ex-presidente a Moro está marcado para as 14h desta quarta e, mesmo antes de ocorrer, já é marcado pelos temores de tensões entre apoiadores do juiz e de Lula. Um forte esquema de segurança foi montado no local e o atendimento ao público será suspenso. Na Capital, manifestantes prometem mais protestos nesta quarta, após a oitiva.

Jornal Midiamax