Cerca de 20 ciganos “paravam” em casa onde adolescente foi encontrada morta

Vítima era de uma região na Bahia ondem vivem muitos grupos de ciganos.
| 28/08/2017
- 21:38
Cerca de 20 ciganos “paravam” em casa onde adolescente foi encontrada morta

Vítima era de uma região na ondem vivem muitos grupos de ciganos.

Na casa onde foi encontrada morta a adolescente de 15 anos de idade, Iris Ferreira da Silva no bairro Terra Roxa em Dourados estavam “parando” cerca de vinte pessoas conforme relato do aposentado Florenil do Prado, que mora ao lado.

Iris é da cidade baiana de Iaçu onde cerca de sete mil dos trinta mil habitantes são de ciganos conforme informou o diretor do jornal IaçuNotícias Silvoney dos Santos que chegou a publicar a notícia da morte de menina.

Florenil do Prado disse ao Midiamax que na onde Iris foi encontrada morta tinha como moveis apenas um fogareiro de duas bocas, um bebedouro de água, caixas e redes onde os moradores dormiam.

Conforme o vizinho “era um entra e sai de gente”. Florenil disse que os vizinhos estavam a apenas três meses morando no bairro e “era tudo gente boa” e diziam que viviam da venda de carros.

“Eles sempre apareciam com carrões como o Camaro”, disse o aposentando que nem saiu de casa na hora que ouviu o tiro que acabou com a vida de Iris.

O diretor do IaçuNotícias, disse que na cidade de Iaçu e nos municípios vizinhos de Boa Vista do Tupim e de Marcionilio Souza na região “Centro Norte Baiano” vivem há muitos anos várias comunidades de povos ciganos.  Silvoney afirmou que eles se espalham pelo Brasil e vivem de “”.

Outra vizinha de Iris, afirmou que nestes três meses em que eles moravam na casa nunca incomodaram ninguém. A dona de uma loja de roupas localizada no bairro, disse que Iris sempre passava para ver as novidades.

Florenil Prado disse que depois da morte da adolescente os moradores desapareceram. Segundo ele no domingo pela manhã o dono casa, um Bombeiro, apareceu e trancou o portão com cadeado.

Iris foi encontrada morta por volta das 00h30 de domingo na Rua Aniversindo Alves Siqueira, 3005 no bairro Terra Roxa. Conforme informações da polícia Iris e o namorado estavam discutindo em rente da casa quando foi ouvido um tiro.

Em seguida o namorado foi embora em um veículo Astra com um revolver na mão. A briga do casal teria sido motivada por causas de conversas no whattsapp entre o rapaz e uma possível amante.

Veja também

Últimas notícias