Polícia

Azambuja pede prazo para negociação salarial e policiais mantém acampamento

Em frente da Governadoria no Parque dos Poderes

Diego Alves Publicado em 10/06/2017, às 01h24

None

Em frente da Governadoria no Parque dos Poderes

Após o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) pedir um prazo para conceder algum percentual de reajuste, os policiais civis por meio do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) decidiram permanecer com o acampamento em frente da Governadoria no Parque dos Poderes em Campo Grande.Azambuja pede prazo para negociação salarial e policiais mantém acampamento

Além do reajuste com reposição inflacionária, os policiais civis e diversos servidores estaduais reivindicam melhorias na carreira. A entrega de 115 viaturas na 4ª fase programa ‘MS mais Seguro’ também foi criticada pelo presidente do Sinpol, Giancarlo Miranda, que afirma que a questão é ‘alardeada’ mas que os profissionais não são valorizadas.

Leia a nota:

O governador Reinaldo Azambuja reuniu-se, na tarde desta sexta-feira (09), com os representantes do Fórum dos Servidores Públicos, dentre eles o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda, para debater o reajuste salarial linear. 

Com a alegação de uma crise na arrecadação estadual, ele declarou que estudará uma forma de conceder algum percentual de reajuste, porém que dependerá da negociação da dívida estadual com o Governo Federal e do crescimento da receita. 

Segundo o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, o diálogo será mantido aberto e uma nova reunião com o Fórum dos Servidores será realizada em 3 de julho.

Logo após o encontro, o presidente do Sinpol-MS reuniu os policiais civis que estão acampados em frente à governadoria para informar o posicionamento da administração estadual.

Os presentes decidiram manter o acampamento até que o governador atenda os pleitos da classe. “Há muito tempo a categoria tem buscado o diálogo, porém só temos recebidos informes. Vamos permanecer aqui, na porta dele, à disposição para conversar sobre quando ele vai cumprir a própria palavra”, declarou. 

Jornal Midiamax