Polícia

Proprietário rural vai pagar mais de R$ 11 mil por desmatamento ilegal

Em Bodoquena

Renata Portela Publicado em 16/09/2016, às 13h51

None
desmatamento2.jpg

Em Bodoquena

Dois donos de chácaras em Bodoquena, município a 260 quilômetros de Campo Grande, foram multados pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por desmatamento ilegal de área de preservação e exploração de madeira protegida. Ainda foram indiciados por crime ambiental.

Conforme informações da polícia, em uma chácara que fica a 40 quilômetros da cidade, os militares encontraram um desmatamento de um hectare, medido em GPS, de área de encosta de morro acima de 45º, de preservação permanente. As atividades foram interditadas e o proprietário da chácara, de 65 anos, que mora no local, foi multado em R$ 5 mil.

Ele ainda foi levado para a delegacia e responderá por crime ambiental, cuja pena varia de um a três anos de detenção. Na chácara vizinha, o proprietário também desmatou dois hectares da mesma área de preservação. Além disso, ele mantinha 200 estacas de aroeira em um galpão. O proprietário, de 46 anos, foi autuado e multado em R$ 11,2 mil e responderá por dois crimes, por exploração de aroeira e destruição da área de preservação.

Segundo a PMA, a portaria 83-N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da aroeira e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

Os infratores ainda foram notificados a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada, junto ao órgão ambiental.

Jornal Midiamax