O homem foi multado em R$ 4.800

Fiscalização da PMA (Polícia Militar Ambiental) no município de Nioaque na tarde deste sábado (21), autuaram um pecuarista por desmatamento e exploração ilegal de madeira protegida por lei. O homem foi multado em R$ 4.800.

De acordo com informações da polícia, o criador de gado de 56 anos desmatou cerca de um hectare de vegetação e derrubou seis árvores de aroeira, madeira protegida por lei, sem autorização do órgão ambiental.

As atividades foram interditadas e o pecuarista autuado administrativamente e multado. Ele também responderá por crime ambiental e poderá receber pena de um a dois anos de prisão.

Portaria 83 N de 1991 do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) proíbe o corte da aroeira e outras espécies de madeiras nobres sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais.