Polícia

Operação vistoria 12 supermercados e nenhum consegue ‘nota dez’

Todos os estabelecimentos foram autuados por irregularidades

Wendy Tonhati Publicado em 28/01/2016, às 20h35

None
img_20150204_154854.jpg

Todos os estabelecimentos foram autuados por irregularidades

Os consumidores já sabem dos problemas e ficam atentos quando vão ao supermercado, pois são frequentes as queixas por preços diferentes na gôndola e no caixa e até produtos vencidos. Para combater as irregularidades, foi realizada uma operação preventiva pela Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), Visa (Vigilância Sanitária Municipal) e Procon MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul). Na lista dos lugares visitados estão redes nacionais de grande porte e também as locais. Ninguém teve 'nota dez' da fiscalização.

Ao todo, 12 estabelecimentos de Campo Grande foi vistoriados e, de acordo com o delegado Elton de Campos Galindo, todos acabaram autuados por irregularidades. 

Conforme o delegado, os estabelecimentos podem ser multados pelo Procon, quando se tratam de problemas como os preços e pela Visa, quando a questão envolver por exemplo, a validade. Os hipermercados Walmart, Pão de Açúcar e os supermercados Legal, Comper (Ipê e Aero Rancho) e Campos foram autuados pelo Procon. Os atacadistas Fort, Assaí e Atacadão, supermercados Pires, Campos, hipermercados Carrefour e Pão de Açúcar foram autuados pela Visa.Operação vistoria 12 supermercados e nenhum consegue 'nota dez'

Na operação foram recolhidos 1.140 quilos de produtos sendo mantidos em temperatura inadequada, embalagens violadas ou amassadas e alguns, vencidos. Conforme a autoridade policial, a operação além de preventiva, teve o objetivo de apurar as denúncias feitas pela população. Segundo Galindo, pouca coisa estava fora do prazo de validade e nenhum delito grave foi encontrado. “São sanáveis mediante o recolhimento e adequações”. 

Após a operação, o Procon vai abrir um processo administrativo para cada estabelecimento, que pode vir a ser multado. Pela Visa, a multa pode variar de R$ 100 a 15 mil. Pelo Procon, os valores começam em 35 UFERMS (R$ 801,50).

Jornal Midiamax