Polícia

Homem espancado até a morte e deixado em quintal é identificado

Vítima teve rosto desfigurado

Midiamax Publicado em 13/03/2016, às 17h55

None
c6cc5875-e07c-4cf6-8143-2b54ad1170c1.jpg

Vítima teve rosto desfigurado

Foi identificado o homem assassinado na madrugada deste domingo (13), no Parque do Lageado, na região sul de Campo Grande. Edvar Malheiros de Arruda, de 43 anos, foi encontrado com o rosto desfigurado nos fundos de uma residência na Rua Valdevino Guimarães, a cerca de 80 metros da Evelina Figueiredo Selingardi onde foi espancado até a morte.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima foi arrastada do local do crime até os fundo da residência da aposentada Cleuza Leonel dos Santos, de 45 anos, onde foi encontrado sem vida.

A dona da casa disse à polícia que por volta das 3 horas acordou ouvindo muitos latidos e barulhos, no entanto, não verificou o que estava acontecendo. Nesta manhã, às 9 horas, ao abrir a porta da cozinha, encontrou a vítima morta. Segundo ela, o corpo estava coberto por telhas.Homem espancado até a morte e deixado em quintal é identificado

“Quando abri a porta encontrei o defunto coberto por telhas. Levei um susto e corri para chamar a vizinha e depois ligamos para a polícia”, explica. Quando os militares chegaram no local constataram que a vítima estava morta. 

O documento de Arruda foi encontrado pelo pedreiro Roque Arce, de 46 anos, que passava pelo local do crime, por volta das 5 horas. "Sai para acompanhar a minha sobrinha até o ponto de ônibus. Ela quem viu o documento, vimos um pouco de sangue, pensei que fosse algum acidente, mas quando vi o movimento da polícia, entreguei o documento", explica.

A vítima era conhecida na região. Segundo os vizinhos, Arruda era casado e morava próximo do local do crime. O corpo foi removido e encaminhado para o Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal). Até o momento os suspeitos não foram identificados. 

Jornal Midiamax