Polícia

Em estado grave, vítima de incêndio após ‘brincar de Lúcifer’ aguarda vaga

Ele respira com ajuda de aparelhos

Gerciane Alves Publicado em 03/05/2016, às 21h03

None
dourados.jpg

Ele respira com ajuda de aparelhos

Com 80% do corpo queimado e respirando por aparelhos, Cláudio Rosa, de 56 anos, continua internado no Hospital da Vida em Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande. Segundo informações do hospital, Cláudio está inconsciente, seu estado de saúde é grave, mas por falta de leito disponível ele ainda não foi transferido para a Capital.

“A solicitação já foi feita, mas até agora nada”, diz uma funcionário do hospital. A funcionária não informou para qual hospital Cláudio será transferido, porém não só na Capital, mas em Mato Groso do Sul a unidade de tratamento de queimados da Santa Casa é referência em atendimentos.

O caso

De acordo com o registro policial, Cláudio e um amigo estavam na quitinete onde moram no Jardim Italia, em Dourados quando tudo aconteceu. Segundo o autor, Célio Novaes Tomaz, de 48 naos, que foi preso em flagrante, os dois haviam ingerido bebida alcoólica e em determinado momento resolveram 'brincar de Lúcifer'. “Tínhamos bebido pinga, e estávamos brincando de Lúcifer, então botei fogo no colchão dele”, diz o autor.

Em estado grave, vítima de incêndio após 'brincar de Lúcifer' aguarda vagaAinda segundo o registro, o fogo tomou conta do corpo de Cláudio, que estava deitado no colchão, e se alastrou para todo o imóvel. O autor contou à polícia que ainda tentou sair pela janela do local, mas só conseguiu depois da ajuda de vizinhos e a chagada do Corpo de Bombeiros. O autor apresentava queimaduras leves nas costas, já Cláudio foi encaminhado para o hospital com 80% do corpo queimado e inconsciente.

O caso registrado como homicídio simples na forma tentada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.

Jornal Midiamax