Polícia

Choque ‘derruba’ mais um que trocou tiros em mata após assaltar mototaxista

O outro assaltante que participou do assalto não foi localizado

Thatiana Melo Publicado em 28/01/2016, às 10h25

None
img-20160128-wa0007.jpg

O outro assaltante que participou do assalto não foi localizado

Durante a tarde desta quarta-feira (27), em Campo Grande, Yan Alisson de Lima Vargas, de 21 anos, acabou morto depois de uma troca de tiros com policiais do Batalhão do Choque ao fazer um roubo a um mototaxista.

Segundo informações policiais, o mototaxista teria recebido uma ligação para realizar uma corrida na Rua Uraça, no Jardim Columbia. Ao se deslocar para o local juntamente com outro colega, os dois mototaxistas foram abordados por dois homens no endereço do chamado, que afirmaram ir até o Bairro Estrela Dalva.

Ao chegar ao local pedido, e na hora de pagar a corrida os dois homens não concordaram com o valor da corrida e um dos homens que seria alto, magro, moreno e de rosto fino sacou um revólver e ordenou que o mototaxista entregasse sua pochete.

Depois do roubo, os dois autores sendo o outro moreno, alto e magro ordenaram que as vítimas fossem embora do local e para intimidar os mototaxistas o autor que portava o revólver fez dois disparos para o alto. A polícia foi acionada e informada que um dos autores teria entrado em um matagal, que fica atrás do Comando Militar.

Os policiais do Batalhão do Choque entraram no matagal atrás do autor Yan Alisson de Lima Vargas, e depois de duas horas foi localizado. Ao avistar os policiais, Yan teria disparo em direção aos policiais que efetuou disparos contra o autor que acabou alvejado.

Yan foi socorrido e levado para a Santa Casa de Campo Grande, mas não resistiu e morreu. O outro assaltante não foi localizado.

Jornal Midiamax