Polícia continua buscas por outros envolvidos

ois homens foram presos na tarde de quarta-feira (17) através do SIG (Setor de Investigações Gerais) por policiais civis de , município a quilômetros de Campo Grande, suspeitos de ter participação no de 98 cabeças de gado de um fazenda do município. Buscas pelos autores fora foram feitas em três municípios de Mato Grosso do Sul.

Segundo informações policiais, o furto aconteceu no dia 3 de julho na Fazenda Santa Lucia II, em Juti. Diligências foram realizadas entre os municípios de Juti, Vicentina e Fátima do Sul. Os Policiais Civis apuraram que um homem, de 28 anos, morador do Distrito de Vila Rica, era pessoa de confiança das vítimas.

Ao ser questionado pela polícia, o homem confessou a prática do delito indicando os locais e pessoas que fizeram parte do esquema. Segundo ele o furto consistia em retirar em torno de 18 cabeças de gado por vez da propriedade, com auxílio de um homem, de 48 anos, que foi preso no município de Fátima do Sul.

Ele contou ainda que imediatamente após o furto, o gado era comercializado na região. O delegado titular de Caarapó e responsável pelo expediente de Juti, Rodrigo Blonkowski informou que as investigações ainda não acabaram e que resta apurar quem adquiria a mercadoria furtada. Segundo ele, vários suspeitos já foram detidos na região.

Os veículos dos dois homens foram adquiridos com o dinheiro da venda do gado e serão usados para ressarcir as vítimas. “A camionete de um deles foi adquirida com dinheiro da venda das vacas furtadas, assim como o caminhão de outro, portanto estão apreendidos no procedimento para que no final as vítimas possam reaver pelo menos uma parcela do prejuízo”, informou o delegado.