Polícia

3 anos depois, homem é condenado por matar esposa com tiro no olho

Vítima foi morta em frente ao filho

Thatiana Melo Publicado em 21/09/2016, às 10h29

None
julgamento_3_lagoas.jpg

Vítima foi morta em frente ao filho

Foi condenado na tarde desta terça-feira (20) a 17 anos de reclusão em regime fechado Caetano Coutinho de Eça Júnior, de 25 anos pela morte da esposa Gislaine Carneiro dos Santos assassinada com um tiro no olho, em novembro de 2013.

Além da condenação por homicídio qualificado, Caetano também foi julgado por porte ilegal de arma de uso restrito, segundo o site Portal de Notícias. Gislaine foi morta com um tiro no olho na frente do filho, que na época tinha quatro meses de idade.

O crime aconteceu no dia 11 de novembro de 2013. No dia do crime, vizinhos relataram que o casal estava discutindo. O autor de posse de um revólver calibre 38 atirou no olho da esposa, que morreu no local.

Aos policiais na época Caetano disse que estava limpando a arma quando ouve o disparo durante a discussão com sua esposa.

Jornal Midiamax