Suspeito de tentar matar homem a tiro é absolvido dois anos depois em MS

Ele alegou que sofria ameaças e estava se defendendo
| 31/07/2015
- 16:33
Suspeito de tentar matar homem a tiro é absolvido dois anos depois em MS

Ele alegou que sofria ameaças e estava se defendendo

Agno Sampaio de Sá, de 32 anos, foi a julgamento nesta quarta-feira (29), no Fórum de Coxim. Em placar apertado, ele foi absolvido pelo popular e, ao invés de voltar para o Estabelecimento Penal, onde estava desde 2013, Sá foi para casa.

O MPE (Ministério Público Estadual) buscava a condenação de Agno por tentar matar Ramão dos Santos Lopes. A Defensoria Pública conseguiu convencer a maioria dos jurados, conforme informações do site Edição de Notícias.

O crime, registrado em dezembro de 2013, ocorreu na fazenda Pedra Bonita, em Coxim, a 253 quilômetros da Capital. Com uma espingarda, Agno deu um tiro no peito de Ramão, que foi socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros. A vítima estava inconsciente quando deu entrada no hospital, mas sobreviveu.

Sá tentou fugir depois do crime, mas acabou preso no dia seguinte pela Polícia Militar. Ele afirmou que não aguentava mais ser maltratado pela vítima e alegou legítima defesa, já que tinha sido ameaçado de morte. Ramão chegou a ser ouvido pela juíza Tatiana Dias de Oliveira Said, no julgamento, e desmentiu as ameaças, mas Sá foi absolvido. 

Veja também

As menores são moradoras de uma comunidade indígena de Pedro Juan Caballero

Últimas notícias