Ex- de cidade paraguaia foi preso em em março deste ano

O Fiscal de Assuntos Internacionais do , Juan Emilio Oviedo, confirmou que estará em Campo Grande na próxima sexta-feira (8), para participar da audiência na qual será ouvido o de Ypehu (Paraguai), Vilmar Acosta Marques.  Conhecido como ‘Neneco’, Acosta foi detido no dia 4 de março em Naviraí-MS, depois de ter passado cinco meses foragido da Justiça paraguaia, procurado como autor intelectual do assassinato do correspondente do jornal paraguaio ABC Color, Pablo Medina, e de sua assistente, Antonia Almada. A morte de Medina aconteceu em 16 de outubro de 2014 em Villa Ygatimí, Canindeyú, Paraguai.

De acordo com as informações passadas à autoridade paraguaia, esta audiência será para se confirmar a identidade do suspeito. A princípio ele apresentou uma cédula de identidade brasileira, mas fotos e outros documentos teriam atestado tratar-se mesmo de Acosta, de nacionalidade paraguaia.

Oviedo ressaltou que participará da audiência como observador, pois não terá o direito de fazer perguntas, pois esta é uma competência exclusiva das autoridades federais brasileiras.

Mas ele disse que foram elaboradas algumas questões que serão repassadas ao juiz responsável pela audiência, no entanto, o suspeito tem o direito de permanecer calado. Esse encontro será exclusivamente para se comprovar a identidade do suspeito. A questão da extradição, que também já foi solicitada pelas autoridades paraguaias, não será discutida neste momento.