Polícia

Servidor público que morreu atropelado era membro de clube de motociclistas

Motociclista morreu atropelado por caminhão

Midiamax Publicado em 10/04/2015, às 20h19

None
10383025_970670502967307_4148022175863748920_n.jpg

Motociclista morreu atropelado por caminhão

O servidor do Tribunal de Justiça Rivail Madureira de Castro, de 52 anos, que morreu atropelado por um caminhão na tarde desta quinta-feira (9), era membro do moto grupo “Sem Destino” e também um dos colecionadores de notas e moedas de Campo Grande. Em ambos os grupos, membros expressaram a tristeza pela perda e a saudade do amigo.

Na tarde desta sexta-feira (10) a diretoria da Associação de Antiguidades e Coleções de Mato Grosso do Sul se pronunciou através de nota e afirmou que o colecionador sempre se “notabilizou por seu espírito conciliador e sereno”.

Assíduo nas Feiras de Antiguidade da Capital, Rivail chegou a ser personagem em matéria do Jornal Midiamax, onde mostrou seu amor e orgulho pelas moedas e cédulas antigas colecionadas por ele. Amor que também tinha pelas motos, estampadas em grande parte de suas publicações nas redes sociais.

No Facebook, o grupo “Sem Destino” informou a morte do motociclista e avisou “Sem Destino MS está de LUTO”. Na páginas ainda é possível ver homenagens do grupo e de amigo próximos, que acompanharam o velório nesta sexta-feira.

Atropelamento

Rivail morreu após o caminhão passar sobre o corpo dele no início da tarde desta quinta-feira (9), no pontilhão da BR-163, na saída para Três Lagoas. Após o acidente, o caminhoneiro fugiu do local do atropelamento.

De acordo com o delegado Sérgio Luiz Duarte, da 4ª Delegacia de Polícia Civil, já foi instaurado o inquérito que investigará a morte do servidor. Nos próximos dias testemunhas do crime serão ouvidas e a polícia espera que o condutor do caminhão se apresente.

“Já temos informações de algumas testemunhas e esperamos que o autor se apresente. Caso alguém tenha presenciado o acidente, ou saiba de alguma coisa, pode entrar em contato com a delegacia”, explica Duarte. Os telefones de contato da delegacia são: (67) 3398-2500/ 3398-2501/ ou 3398-2502.

Jornal Midiamax