Polícia

Sedutor que aplicou golpe de R$ 200 mil em namoradas diz que foi “o amor”

Suspeito teria aplicado golpes durante cerca de cinco meses em três mulheres

Wendy Tonhati Publicado em 20/02/2015, às 20h19

None
sedutor_estelionatario.jpg

Suspeito teria aplicado golpes durante cerca de cinco meses em três mulheres

O jovem de 25 anos, suspeito de aplicar golpes que somam aproximadamente R$ 200 mil, em três mulheres em Campo Grande, se apresentou na manhã desta sexta-feira (20) à polícia. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Miguel Said, da 1ª Delegacia de Polícia Civil, o jovem confessou que pegava o dinheiro das vítimas, mas afirmou que elas davam os valores “de livre espontânea vontade”.

Três mulheres procuraram a polícia e foi descoberto que o jovem mantinha relacionamento amoroso simultâneo com duas delas. O suspeito contou à autoridade policial que namorava as mulheres, que elas davam o dinheiro de livre espontânea vontade e que também gastava o dinheiro com elas. “Ele disse que pegava o dinheiro, mas que não pedia nada. Alega que devolveu parte do dinheiro para uma das vítimas e disse que é o amor”, conta Said.

Conforme a autoridade policial, o jovem vai ser indiciado pelo crime de estelionato, que tem pena de um a cinco anos de detenção.

Golpe

Foi apurado pela polícia que o jovem se aproximava das vítimas e aparentemente interessado em um relacionamento amoroso e passava a convencê-las a depositar o dinheiro para ele.  Ele teria aplicado os golpes durante cerca de cinco meses e uma das vítimas relatou estar noiva dele.

Da primeira vítima ele conseguiu cerca de R$ 100 mil, da segunda, R$ 50 mil e da terceira, R$ 40 mil. Ele também teria se apossado do carro de uma das vítimas. Veículo foi recuperado em Ponta Porã. O jovem também tem um registro de estelionato por usar cheque de terceiros para fazer compras e não arcar com a divida.

Ponta Porã

Uma das vítimas relatou à Polícia Civil que teve um relacionamento de seis meses com o suspeito e que desde setembro de 2014 percebeu que estava sendo vitima de um suposto estelionatário.

Ela registrou um boletim de ocorrência contando que o suspeito estava morando com a ela quando teria furtado cartões de crédito e se apropriado das senhas que a vítima guardava junto com os cartões. A vítima relata ainda que o jovem usou cartões de crédito da sua mãe e realizou diversas transferências bancárias para a sua conta.

De acordo com a ocorrência, no dia 28 de novembro de 2014 o suspeito teria pedido o carro da mulher emprestado para ir a Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, e alegou que retornaria no dia 4 de dezembro, o que não aconteceu. O suspeito foi autuado pela Polícia Civil no dia 12 de dezembro por receptação.

Jornal Midiamax