Polícia

Polícia fará perícia nesta quinta em local onde avião caiu em fazenda de MS

O padre Ernesto Pradebom, de 80 anos, não resistiu e morreu horas depois 

Diego Alves Publicado em 08/10/2015, às 00h39

None
d8b7de7da4a758bfdeb3b9b803e687ef.jpg

O padre Ernesto Pradebom, de 80 anos, não resistiu e morreu horas depois 

Equipes da Delegacia de Polícia de Coxim e da Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) irão periciar nesta quinta-feira (8), o local onde caiu o avião modelo “Embraer 721 C”. O acidente aconteceu na manhã desta terça-feira (6) em uma fazenda a 150 quilômetros de Coxim.

A investigação inicial do acidente aponta que a queda do monomotor aconteceu logo após a decolagem em uma fazenda a 150 quilômetros de Coxim, no noroeste do município. Duas pessoas ficaram feridas e o padre Ernesto Pradebom, de 80 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois do acidente.

O padre e o advogado Luiz Eduardo Pradebom, de 46 anos, foram até o rancho no Pantanal para pescar e nesta manhã voltavam para Coxim no avião usado como táxi-aéreo, que era pilotado por José Armathea Dias Barros, de 63 anos. Segundo informações preliminares da Polícia Civil, aproximadamente 150 metros depois da decolagem, a aeronave ‘pendeu’ para a direita e caiu.

Na queda, Ernesto sofreu traumatismo craniano encefálico e foi socorrido pelo Esquadrão Pelicano da Base Aérea de Campo Grande em estado grave. Durante o atendimento, o padre teve uma parada cardiorrespiratória e morreu logo depois de dar entrada no Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim.

O advogado, que é sobrinho da vítima, sofreu apenas ferimentos leves e também foi levado para o Hospital Regional do município. Já o piloto foi socorrido e encaminhado por um avião amazonas do Esquadrão Pelicano para atendimento na Santa Casa de Campo Grande, onde deu entrada por volta das 15 horas com suspeita de fratura na clavícula. Ele não sofre risco de morte.

Ainda conforme a Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (7) equipes da Delegacia de Polícia de Coxim e da Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) devem ir até o local do acidente para fazer os primeiros levantamentos sobre o que pode ter causado a queda.

Velório

Ernesto estava em Mato Grosso do Sul para visitar parentes. Nascido em São João do Polesine (RS), ele estava atuando na Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Camobi, no mesmo estado. Agora, o corpo do padre será levado para Santa Maria, onde será velado e sepultado.

Jornal Midiamax