Polícia

Pais de quadrigêmeas são acompanhados após incidente de ‘deixá-las’ em casa

Elas estavam na companhia de irmãos

Midiamax Publicado em 16/07/2015, às 19h21

None
quadrigemeas.jpg

Elas estavam na companhia de irmãos

Denir Manoel Candido, de 38 anos, e Odair Campos, de 32 anos, estão sendo acompanhados pela assistência social de Anastácio, a 134 quilômetros a oeste de Campo Grande, após deixá-las em casa, apenas na companhia de irmãos com idades de 4, 7 e 10 anos. O fato ocorreu no domingo (12) e foi denunciado por populares.

Uma das atendentes da assistência, que preferiu não se identificar, afirmou que apesar da denúncia do abandono de incapaz, elas não foram retiradas do lar. “A família está sendo acompanhada e os pais aceitaram participara de reuniões. Nosso trabalho é reafirmar a família e não separá-la”, ressaltou.

Denúncia

O caso ocorreu na Vila Pedreira, em Anastácio, a 134 quilômetros a oeste de Campo Grande. A mãe das bebês de 10 meses saiu de casa acompanhada com a primogênita de 12 anos e deixou os outros sete filhos aos cuidados do pai. Odair não concordou com a situação e foi atrás da companheira, deixando os filhos sozinhos.

Ao chegar à festa, ele acabou ‘se empolgando’ e mais tarde iniciou uma briga com a companheira, por ter deixado os filhos sozinhos. A PM (Polícia Militar) foi chamada por causas das agressões.

Eles foram levados para a delegacia daquela cidade, onde apenas o pai acabou sendo autuado em flagrante por abando do incapaz. Já a mãe foi ouvida e liberada. Além das gêmeas, no imóvel estava os irmãos de 4, 7 e 10 anos. O caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar Indígena.

Repercussão

A família ganhou notoriedade, pois a gestação foi univitelina.  As quadrigêmeas nasceram no dia 28 de agosto do ano passado, de 31 semanas, em um intervalo de 10 minutos entre elas, com pesos entre 890 gramas e 1,170 quilo. Logo depois do parto, as bebês foram levadas para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal da maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande, onde permaneceram por cerca de um mês. A família acabou recebendo diversas doações.

Jornal Midiamax