Polícia

Dupla que matou mulher enforcada e simulou suicídio é presa em MS

Na noite do crime, a polícia foi ao local e se deparou com Maria pendurada na estrutura do telhado

Diego Alves Publicado em 25/02/2015, às 20h41

None
sem-titulo.gif

Na noite do crime, a polícia foi ao local e se deparou com Maria pendurada na estrutura do telhado

Gilberto Palares do Nascimento, 29, e Jonas Braga Oliveira de 27 anos foram presos por matarem Maria Aparecida Avalo 49, no último sábado (21), na casa da vítima na faixa internacional em Sete Quedas, 459 quilômetros de Campo Grande. Eles são acusados de homicídio doloso (Violência Doméstica).

Na noite do crime, a polícia foi ao local e se deparou com Maria pendurada na estrutura do telhado por meio de um pano enrolado ao pescoço, levando a crer que a mesma teria se suicidado.

Após diligências realizadas, e perícia no local, as suspeitas recaíram sobre o atual convivente da vítima Gilberto e seu amigo Jonas, que residiam na mesma casa da mulher. Após a localização de ambos, os autores assumiram o homicídio, que até então aparentava ser um suicídio.

De acordo com a Polícia Civil, Gilberto e Jonas bebiam com a vítima durante a tarde e acabaram discutindo. Descontrolado, Gilberto enforcou a esposa com ajuda auxílio de Jonas, que foi quem a segurou pelas costas.

Posteriormente, Gilberto com ajuda do amigo, decidiu pendurar o corpo da mulher pelo pescoço para simular um suicídio.

Os dois foram encontrados em uma fazenda de Paranhos. O delegado Fabrício Dias dos Santos, representou pela prisão preventiva dos acusados, deferida pelo juízo da Comarca de Sete Quedas, e cumprido nesta quarta-feira (24).

Jornal Midiamax