Polícia

Delegada deve esperar laudos para confirmar causa da morte de trabalhador

O rapaz foi soterrado por seis toneladas de suplemento de ração

Midiamax Publicado em 05/08/2015, às 21h02

None
55c1f13ea8d409db787e14326925bbe8fe1795f2f171f.jpg

O rapaz foi soterrado por seis toneladas de suplemento de ração

A Polícia Civil de Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande, vai investigar o que realmente causou a morte de Kaio Ribeiro da Costa, de 24 anos, na manhã desta terça-feira (4). O jovem foi soterrado por seis toneladas de suplemento de ração na empresa onde trabalhava.

De acordo com a delegada Andreia Alves Pereira, da 2ª Delegacia de Polícia Civil, o inquérito policial já foi instaurado e agora ela aguarda os laudos da perícia e do IML (Instituto Médico Legal) para apurar a dinâmica dos fatos que resultaram na morte do rapaz. Testemunhas também foram chamadas para depor.

No momento do acidente, Kaio trabalhava na desobstrução de um maquinário, usado no preparo de suplementos, quando duas embalagens de fosfato de cálcio microgranulado, cada uma pesando 1,5 toneladas, caíram em cima dele. O rapaz morreu na hora e outras duas embalagens ainda caíram em cima dele, totalizando 6 toneladas.

Segundo o boletim de ocorrência entregue na delegacia, no local havia 20 embalagens de fosfato empilhadas na sala e a empresa de suplementos, localizada na BR-163, não possuía nenhum equipamentos de segurança, nem técnico em segurança do trabalho.

Jornal Midiamax