Polícia

Com ficha extensa, Gordinho diz que só assaltou para ajudar ‘esposa grávida’

 O rapaz levou cerca de R$ 500 e três celulares da farmácia 

Midiamax Publicado em 17/05/2015, às 16h28

None
img-20150517-wa0077.jpg

 O rapaz levou cerca de R$ 500 e três celulares da farmácia 

Leonardo Cardoso Ortelhado, 18 anos, conhecido como ‘Gordinho’, preso na noite de ontem depois de assaltar uma farmácia na Rua Marechal Deodoro, na Vila Bandeirantes em Campo Grande, alegou para a polícia que só roubou porque a esposa está grávida e ele está desempregado. O rapaz levou cerca de R$ 500 e três celulares do local.

De acordo com o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, Camilo Kettenhuber Cavalheiro, Leonardo já tem passagem pela polícia por tráfico e drogas, porte ilegal de arma, roubo, apologia ao crime, lesão corporal, receptação e falsidade ideológica. “Ele inclusive foi preso no dia 27 de fevereiro deste ano”, lembra o delegado.

O rapaz foi preso em flagrante quando saía do local do crime. Por volta das 18h30, Ortelhado entrou na farmácia, fechou as portas de blindex e anunciou o assalto. Armado com um revólver 38, ele rendeu os farmacêuticos e exigiu o dinheiro do caixa.

Mesmo com a quantia que estava no caixa, Leonardo não ficou satisfeito e forçou os funcionários a  levá-lo para a parte de trás do estabelecimento para se certificar de que tinha pegado todo o dinheiro. Neste momento, policiais numa viatura da Polícia Militar que estavam fazendo rondas  notaram a movimentação e cercaram a farmácia.

“Uma das farmacêuticas teve o estado de espírito de sugerir para ele sair pela lateral. Aí ele saiu pela lateral e já estava tudo cercado, ele ainda tentou correr, por uns 20 metros, mas foi preso”, relata o Camilo. Ainda conforme o delegado, a mesma farmacêutica foi assaltada em outras cinco farmácias e duas vezes no mesmo estabelecimento. 

Jornal Midiamax