Polícia

Possível advogado de homem acusado de matar ex-mulher procura a polícia

A delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) Rosely Molina é a responsável pela investigação da morte de Dayane Silveira Uliana, de 26 anos, assassinada na noite de sábado (3).  O principal suspeito é o seu marido Júlio César Martins Ferreira, de 38 anos. Rosely afirma que um advogado a procurou e […]

Arquivo Publicado em 07/01/2014, às 13h12

None
433582179.jpg

A delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) Rosely Molina é a responsável pela investigação da morte de Dayane Silveira Uliana, de 26 anos, assassinada na noite de sábado (3).  O principal suspeito é o seu marido Júlio César Martins Ferreira, de 38 anos.

Rosely afirma que um advogado a procurou e disse ter sido contatado pela família de Júlio César para defendê-lo. “Ele disse ter sido contatado, mas não contratado, por isso me procurou, para ter conhecimento do boletim de ocorrência, para analisar se pegaria a causa ou não”, fala.

A delegada diz que Júlio César não é considerado foragido, porque ele ainda não foi indiciado, existindo somente a suspeita da autoria do assassinato. Se for comprovada a suspeita que Júlio teria ligado para o ex-cunhado ameaçando-o de morte,  poderia agravar ainda mais a sua situação.

O crime

Dayane foi assassinada com dois tiros quando dirigia um Corsa, na esquina das avenidas das Bandeiras com Manoel da Costa Lima no último sábado.

Um homem, ocupando uma motocicleta registrada em nome da vítima, emparelhou com o carro e desferiu os tiros. Dayane ainda foi encaminhada a uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo informações de familiares, tão logo praticou o crime, Júlio César teria ligado para um ex-cunhado para saber o estado de saúde de Dayane e também para fazer ameaças.

Jornal Midiamax