Polícia

Polícia ouve testemunha e aguarda laudo da perícia em casa em que bebê morreu em incêndio

A Polícia Civil ouviu na manhã desta segunda-feira (10), uma vizinha da casa onde a bebê Ketlyn Gabriela da Cruz Santos, de 1 ano e 8 meses, morreu após um incêndio no domingo (9). De acordo com a delegada Regina Márcia Rodrigues da Delegacia Especializada em Proteção à Criança (Depca), além de ouvir a testemunha, […]

Arquivo Publicado em 10/03/2014, às 18h44

None

A Polícia Civil ouviu na manhã desta segunda-feira (10), uma vizinha da casa onde a bebê Ketlyn Gabriela da Cruz Santos, de 1 ano e 8 meses, morreu após um incêndio no domingo (9). De acordo com a delegada Regina Márcia Rodrigues da Delegacia Especializada em Proteção à Criança (Depca), além de ouvir a testemunha, a polícia espera o laudo da perícia feita no local.


Conforme a delegada, a mãe da menina, Denise Alves da Cruz, de 27 anos, foi presa no dia pelo crime de abandono de incapaz abandono de incapaz com resultado morte, pois a criança foi deixada sob os cuidados da avó, que é cadeirante e possui problemas de saúde. “A princípio, ela não teria condições de cuidar da criança”, diz Regina.


A avó também possui dificuldades para falar e ainda não pode ser ouvida pela polícia. Ela também ficou ferida com queimaduras no incêndio. 


Incêndio – A casa onde a bebê estava pegou fogo no Jardim Los Angeles e pode ter sido incendiada propositalmente. A menina que estava no berço onde o incêndio começou e morreu pouco antes na Upa Universitário (Unidade de Pronto Atendimento).


Perícia – Na manhã desta segunda, foi realizada uma perícia no local para que sejam apontadas as causas e as circunstâncias do incêndio. Durante a perícia, foram encontrados papelotes de maconha, cocaína, cachimbo, forma de alumínio e um prato, ambos com sinais de entorpecentes.

Jornal Midiamax