Polícia

Família assegura que polícia prendeu suposto assassino de mulher morta na Espanha

O suposto assassino da douradense Patrícia Souza Leal, de 28 anos, encontrada morta na Espanha, foi preso pela polícia nesta segunda-feira (27). A informação é da família da vítima. O acusado é um homem da República Dominicana, que seria namorado de Patrícia. Ainda conforme a família, o homem foi preso e está à disposição da […]

Arquivo Publicado em 28/01/2014, às 10h04

None
2068153239.jpg

O suposto assassino da douradense Patrícia Souza Leal, de 28 anos, encontrada morta na Espanha, foi preso pela polícia nesta segunda-feira (27). A informação é da família da vítima. O acusado é um homem da República Dominicana, que seria namorado de Patrícia.

Ainda conforme a família, o homem foi preso e está à disposição da Justiça espanhola, que deve julgá-lo posteriormente.

Patrícia morava fora do Brasil há oito anos. Primeiramente foi para Portugal, onde viveu por quase dois anos e, há seis anos, estava em Madrid, onde já atuou como doméstica e ultimamente era babá.

Segundo a mãe, Patrícia queria montar uma loja de roupas em Dourados e retornaria ao país em 2015.

Patrícia foi morta a facadas no último dia 15 de janeiro. O chefe dela estranhou a falta da jovem ao trabalho e ligou para um amigo dela, que foi até a sua casa e a encontrou morta.

Jornal Midiamax