Polícia

Casa de policial militar morto no Indubrasil foi invadida e furtada nesta quarta

A casa do soldado da Polícia Militar Rony Mayckon Varoni de Moura, de 28 anos, morto em uma tentativa de roubo, no Indubrasil foi furtada nesta quarta-feira (4). Segundo Nelson Francisco da Silva, de 58 anos, tio do militar, a porta dos fundos da casa foi arrombada. Foi furtada uma televisão e um relógio do […]

Arquivo Publicado em 04/06/2014, às 22h34

None

A casa do soldado da Polícia Militar Rony Mayckon Varoni de Moura, de 28 anos, morto em uma tentativa de roubo, no Indubrasil foi furtada nesta quarta-feira (4). Segundo Nelson Francisco da Silva, de 58 anos, tio do militar, a porta dos fundos da casa foi arrombada. Foi furtada uma televisão e um relógio do soldado. Conforme o tio, o relógio estaria avaliado em R$ 400.


Ainda segundo Nelson, vários policiais estiveram na residência, por se tratar de uma família de militares e os colegas foram até o local dar apoio à família. A perícia esteve no na casa por volta das 19h20.


Vizinhos que não quiseram se identificar, relatam ao Midiamax que houve intensa movimentação de policiais civis, militares, da tropa de choque da PM e da Polícia Federal.


O crime


O policial militar foi morto a tiros por homens que,estavam em duas motocicletas na terça-feira (3). Os criminosos se aproximaram do carro dele, um Saveiro, quando trafegava pela rodovia BR-262, no Bairro Indubrasil, região sudoeste de Campo Grande, próximo da fábrica de bebidas, onde ele havia acabado de pegar um malote.


O carona, um cabo da PM, não foi atingido pelos tiros. Mais de 15 viaturas foram acionadas e as duas pistas da rodovia ficaram interditadas.


Três adolescentes chegaram a ser apreendidos próximo ao local, porém, foram liberados pois não tinham relação com o crime.

Jornal Midiamax