Polícia

Polícia investiga se homem que morreu ao defender irmão foi vítima de latrocínio ou homicídio

A Polícia Civil investiga a tentativa de roubo que terminou com a morte de Vladimir Barbosa Borba, 46 anos, na madrugada do último sábado (14), em Campo Grande. Borba levou três tiros ao tentar defender o irmão de um assalto, no bairro Santo Amaro. O delegado Fabiano Goes Nagata, da Delegacia Especializada de Roubos e […]

Arquivo Publicado em 17/12/2013, às 17h53

None
769613104.JPG

A Polícia Civil investiga a tentativa de roubo que terminou com a morte de Vladimir Barbosa Borba, 46 anos, na madrugada do último sábado (14), em Campo Grande. Borba levou três tiros ao tentar defender o irmão de um assalto, no bairro Santo Amaro.


O delegado Fabiano Goes Nagata, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), classificou o roubo como “diferente”, pois o assaltante não roubou nada e não anunciou o assalto, apenas mandou que o irmão da vítima deitasse no chão.


“Estamos tentando esclarecer os fatos, saber se foi um roubo ou homicídio”, afirmou. Conforme Nagata, a polícia quer saber qual o motivo do crime. A polícia está investigando o caso e até agora, apenas o irmão da vítima prestou depoimento.


Assalto – Segundo boletim de ocorrência, o irmão da vítima estava chegando à residência onde mora, quando foi surpreendido por um jovem, aparentando 20 anos, que estava na varanda da casa, armado com um revólver calibre 38.


Borba teria saído de dentro da residência para ver o que estava acontecendo e o jovem acabou efetuando disparos sem direção. Ele foi atingido por dois tiros na cabeça e um no braço. A vítima foi socorrida para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante a manhã. 


Segundo o irmão da vítima, o jovem teria pego uma mochila que havia deixado na varanda e fugiu, sem levar nada.

Jornal Midiamax