Polícia

Ex-tesoureiro do partido governista da Espanha é preso em caso de corrupção

O ex-tesoureiro do Partido Popular da Espanha foi preso sem direito a fiança nesta quinta-feira, enquanto o Supremo Tribunal continua investigando acusações de corrupção contra ele. O juiz de instrução Pablo Ruz escreveu em sua ordem que Luis Bárcenas, que trabalhava para o PP há quase três décadas, principalmente no departamento de contabilidade, corria o […]

Arquivo Publicado em 27/06/2013, às 19h30

None

O ex-tesoureiro do Partido Popular da Espanha foi preso sem direito a fiança nesta quinta-feira, enquanto o Supremo Tribunal continua investigando acusações de corrupção contra ele.


O juiz de instrução Pablo Ruz escreveu em sua ordem que Luis Bárcenas, que trabalhava para o PP há quase três décadas, principalmente no departamento de contabilidade, corria o risco de fugir devido às graves acusações que enfrenta e à quantidade de dinheiro que ele tem em contas no exterior.


Bárcenas é figura central de dois grandes escândalos de corrupção que prejudicaram a credibilidade do partido governista e enfureceram os espanhóis que lutam contra a profunda recessão e o desemprego elevado.


O ex-tesoureiro, de 55 anos, é acusado de lavagem de dinheiro, corrupção, fraude fiscal e outros crimes na longa investigação liderada por Ruz.


Ruz escreveu no despacho de 24 páginas que descobriu mais de 48 milhões de euros em contas bancárias ligadas a Bárcenas na Suíça e em outros países.


Bárcenas tem dito repetidamente que é inocente e que o dinheiro veio de atividades comerciais legítimas. Seu advogado, Alfonso Trallero, anunciou que apelará da decisão do juiz, segundo a imprensa.

Jornal Midiamax