Polícia

Com Unei interditada, adolescente apreendido fica preso em cela de delegacia

Um adolescente de 15 anos está apreendido em uma delegacia de Dourados pois a Unei Laranja Doce está interditada. Segundo o site Dourados News, o garoto foi apreendido por policiais nesse sábado (2), por volta das 18h50, após ser flagrado com porções de droga. A PM abordou um carro Gol, prata, com placas de Dourados, […]

Arquivo Publicado em 03/11/2013, às 12h03

None
660865189.jpg

Um adolescente de 15 anos está apreendido em uma delegacia de Dourados pois a Unei Laranja Doce está interditada. Segundo o site Dourados News, o garoto foi apreendido por policiais nesse sábado (2), por volta das 18h50, após ser flagrado com porções de droga.


A PM abordou um carro Gol, prata, com placas de Dourados, conduzido por um comerciante, de 36 anos, que tinha como acompanhante o adolescente, de 15, funcionário dele.


Foi feita a abordagem no carro e durante revista foi encontrado com o adolescente um pacotinho com 24 papelotes de pasta base de cocaína, além de um celular e R$ 286.


O garoto confessou ter pagado R$ R$130 pelos papelotes e que iria vender a R$ 10 cada um. Mas aos policiais em depoimento ele permaneceu calado e disse que só falará em juízo.


Foi apreendido em flagrante e recolhido para uma das celas do 1º Distrito Policial, onde aguarda decisão judicial.


Unei


A Unei (Unidade Educacional de Internação) Laranja Doce está interditada desde o dia 23 de outubro pelo juiz da Vara da Infância e Juventude de Dourados, Zaloar Murat Martins.


A unidade, que hoje abriga 58 internos foi construída inicialmente para abrigar 24 adolescentes e, depois, passou por uma reforma nos dormitórios para ampliação da capacidade estrutural, que hoje suportaria apenas 40 internos.


De acordo com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) do Mato Grosso do Sul, os adolescentes apreendidos após a interdição da unidade poderão ser transferidos para outras unidades do Estado, dependendo de cada caso. Porém todas as outras Uneis do MS também estão interditadas, com isso o menor deve aguardar decisão judicial.

Jornal Midiamax