Polícia

Superintendente de Segurança anuncia investimentos para Polícias em Corumbá

Novos investimentos para a área de segurança na fronteira foram anunciados nesta semana, durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-Fron) em Corumbá. O superintendente de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, coronel PM Geraldo Garcia Orti, mostrou a atual composição da estrutura dos organismos de segurança na faixa de fronteira sul-mato-grossense […]

Arquivo Publicado em 19/12/2012, às 20h36

None

Novos investimentos para a área de segurança na fronteira foram anunciados nesta semana, durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-Fron) em Corumbá. O superintendente de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, coronel PM Geraldo Garcia Orti, mostrou a atual composição da estrutura dos organismos de segurança na faixa de fronteira sul-mato-grossense e como investimentos do Governo Federal, em parceria com o Governo do Estado, irão melhorar os serviços prestados à população.



Entre as afirmações feitas pelo coronel para a região de Corumbá e Ladário está a implantação de uma unidade da Polícia Rodoviária Estadual. Segundo ele, esse reforço virá em breve. “Já existe o recurso para mobiliar essa unidade e, a partir de agora, começarão a ser adquiridos”, adiantou disse.



O coronel Orti pontuou que Mato Grosso do Sul, ao aderir ao Termo de Adesão do Plano Estratégico de Fronteira, em dezembro de 2011, garantiu recursos na ordem de R$ 45 milhões que já estão sendo aplicados em diferentes setores. O primeiro convênio com valor de R$ 4,8 milhões já deve atender a região com a entrega de viaturas e equipamentos de informática para o setor de Inteligência tanto da Polícia Militar como da Polícia Civil. “Na próxima semana, o governador já deve fazer a entrega de viaturas”, falou.



Conforme avaliação do superintendente, a Perícia terá um grande avanço já que era o setor que mais necessitava de investimentos. “Melhoria na estruturação que permitirá realizar alguns exames que não são feitos na cidade, inclusive, a construção de uma câmara fria para manter corpos até que seja necropsiados”, anunciou.



Parte de outro convênio no valor de R$ 20 milhões já foi liberada, de acordo com o coronel, ao explicar quais instituições devem ser beneficiadas com esse montante.



“Nesse, vamos atender a Polícia Ambiental, mais recursos para a Polícia Militar, Perícia e Polícia Civil, inclusive com viaturas”, informou ao calcular que “até o meio do ano, mais da metade dos equipamentos já estejam aqui”, pois já se iniciou o processo licitatório.



Comunicação



Com valor de mais de R$ 20,5 milhões, deve ser iniciada brevemente a implantação do sistema de rádio comunicação profissional, móvel, troncalizado digital. Conforme o coronel Orti, R$ 7 milhões devem ser liberados até o final de dezembro para a implantação da primeira fase do projeto com a aquisição de torres de transmissão e contêineres.



“A nossa comunicação hoje é analógica, então, quer dizer que qualquer equipamento de rádio que consiga entrar na nossa frequência vai ouvir nossa conversa e interferir no que estamos falando. Esse sistema novo, que é digital, vai transmitir voz e dados, ele é criptografado, então não vai ter como as pessoas estranhas ao sistema ouvirem o que está sendo dito e nem saber onde estão nossas viaturas”, disse ao comentar a vantagem do sistema digital de comunicação.



“Esse novo sistema também vai permitir que o comandante saiba onde está o veículo, sinalizando a posição onde está, vai facilitar o deslocamento de viatura para uma ocorrência por saber qual está mais próxima do local, é economia de tempo, agilidade no atendimento e uma fiscalização mais eficiente”, analisou ao explicar as etapas seguintes do projeto.



“Em março do ano que vem mais R$ 5 milhões para aquisição de equipamentos (rádio enlace) e algumas coisas técnicas e, em março de 2014, teremos a finalização do convênio com a aquisição de rádios fixos para as sedes, para as viaturas e os rádios-móveis”, disse.



Efetivo



Ao ser perguntado sobre investimentos em pessoal, o superintendente afirmou que já foram autorizadas as realizações de concursos em 2013. “O governador já autorizou um concurso para a PM, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Perícia”, comentou, porém sem saber precisar o número de vagas que devem ser ofertados durante os processos seletivos.



Roubos e furtos de veículos



Sobre os casos recorrentes de roubos e furtos de veículos em território brasileiro que ingressam na Bolívia como moeda de troca para aquisição de drogas, o coronel Orti afirmou que a Polícia em Mato grosso do Sul realiza operações conjuntas como forma de coibir essa prática.



“A Secretaria de Segurança tem um projeto que é realizado sem parar, através das barreiras. É uma ação integrada com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual e o Departamento de Operações de Fronteira. Eles priorizam a abordagem de determinados tipos de veículos que sabidamente são objetos de roubos e furtos. Essa operação é contínua, não é divulgada na mídia para que o infrator não consiga saber o dia e hora que está sendo feita”, comentou.



Ele destacou ainda o trabalho do GGI-Fron para a eficácia no combate a essa forma de criminalidade que atinge não somente as cidades de fronteira. “Ouvimos a sociedade, os representantes das instituições e fazemos as operações para enfrentar aquilo que está afligindo mais a sociedade”, resumiu.



Participaram da reunião, representantes da Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, Polícia Civil, Polícia Federal, Força Nacional, Marinha do Brasil, Guarda Municipal de Ladário, Receita Federal e Polícia Nacional da Bolívia.


Jornal Midiamax