Polícia

Professor de dança continua preso em Coxim após 11 dias de acusação de estupro

O professor de dança, Elvis Alves Ramos, de 25 anos, continua preso na cadeia pública de Coxim. No último dia 21, ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar depois de ser acusado de tentar estuprar um adolescente de 15 anos, em sua residência, no bairro Flávio Garcia. Segundo o site do TJMS (Tribunal de […]

Arquivo Publicado em 01/08/2012, às 13h28

None
38121839.jpg

O professor de dança, Elvis Alves Ramos, de 25 anos, continua preso na cadeia pública de Coxim. No último dia 21, ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar depois de ser acusado de tentar estuprar um adolescente de 15 anos, em sua residência, no bairro Flávio Garcia.


Segundo o site do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a defesa de Ramos pediu a liberdade provisória, mas o MPE (Ministério Público Estadual) opinou pelo indeferimento. Agora, caberá ao juiz da 1ª Vara de Coxim, Cláudio Muller Pareja, decidir sobre a liberdade provisória.


O professor está respondendo por estupro. De acordo com o delegado titular de Coxim, Bruno Henrique Urban, existem muitos indícios que confirmam a versão da vítima.


Conforme o adolescente, que faz balet, Ramos o convidou para assistir um vídeo em sua casa e conversar com uma professora que estaria no local. O convite teria acontecido depois de um ensaio de dança na Concha Acústica.


O adolescente relatou que assim que chegou na casa, o professor teria tentado lhe beijar, assim como também tirou sua roupa. O adolescente conta que conseguiu escapar de Ramos e correu para sua casa, avisando sua mãe, de 32 anos, do ocorrido.


Imediatamente a mãe acionou a Polícia Militar. Na delegacia, o professor negou as acusações e disse que nem sabia o motivo pelo qual tinha sido preso.

Jornal Midiamax