Polícia

Preso homem que tentou matar Policial Civil em emboscada

Em Ribas do Rio Pardo (MS), na tarde desta segunda-feira (2), por volta das 14h40, um Investigador de Policia Judiciária, lotado na Delegacia de Polícia de Água Clara (MS), encontrava-se em período de folga e, na companhia de familiares, deslocou-se para as margens do córrego Boa Vista. O Investigador de Polícia lá permaneceu, sem nenhum […]

Arquivo Publicado em 03/01/2012, às 19h27

None

Em Ribas do Rio Pardo (MS), na tarde desta segunda-feira (2), por volta das
14h40, um Investigador de Policia Judiciária, lotado na Delegacia de Polícia de
Água Clara (MS), encontrava-se em período de folga e, na companhia de
familiares, deslocou-se para as margens do córrego Boa Vista.

O
Investigador de Polícia lá permaneceu, sem nenhum incidente, até por volta das
17h, quando foi vítima de uma emboscada, sendo surpreendido com disparos de arma
de fogo que eram efetuados por alguém que estava escondido em meio a vegetação
existente nas proximidades.

Um dos disparos atingiu o ombro esquerdo do
Investigador que, tentando repelir a injusta agressão, passou a efetuar disparos
de arma de fogo na direção do autor dos disparos, sem contudo atingi-lo,
conseguindo fazer com que o mesmo cessasse os disparos e fugisse.

Embora
o atirador estivesse escondido em meio a mata, o Investigador conseguiu vê-lo e
identificá-lo como sendo João Batista Oliveira (28 anos), indivíduo que havia
visto, naquele local, momentos antes. O mesmo já havia sido preso pelo policial,
meses atrás, pela prática de receptação.

Foi comunicada a Polícia
militar e a Polícia Civil de Água Clara, que fizeram várias diligências nas
áreas rural e urbana dos municípios de Ribas do Rio Pardo e Água Clara, as quais
conseguiram localizar e prender João Batista Oliveira.

Em continuidade
às diligência, foram realizadas buscas na residência de João Batista Oliveira,
onde foram apreendidos 122 gramas de pasta base de cocaína.

O
Investigador de Polícia foi socorrido ao Hospital Municipal de Água Clara, onde
foi atendido e liberado minutos depois, e não corre nenhum risco de morte.

João Batista Oliveira foi autuado, em flagrante delito, por tentativa de
homicídio qualificado e tráfico de drogas.

Ele foi recolhido em uma das
celas provisórias da Delegacia de Polícia de Água Clara, onde encontra-se preso
à disposição da Justiça.

Os trabalhos realizados durante toda a tarde e
noite de ontem e madrugada de hoje (3), foram realizados pela Polícia
Civil de Água Clara, de Ribas do Rio Pardo, Delegacia de Investigações Gerais de
Três Lagoas, Polícia Militar de Água Clara, GARRAS e Delegacia Regional de
Polícia de Três Lagoas. 

Jornal Midiamax