Polícia

Policial federal vai comandar Coordenadoria de Segurança em Corumbá

O prefeito eleito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), anunciou nesta quarta-feira, 21 de novembro, o nome de Fernando Jorge Castro de Lucena para comandar a Coordenadoria Municipal de Segurança Pública, órgão recém-criado dentro da estrutura administrativa da Prefeitura e que iniciará as atividades a partir de janeiro de 2013. Na Coordenadoria, Fernando Jorge Castro de […]

Arquivo Publicado em 21/11/2012, às 20h22

None

O prefeito eleito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), anunciou nesta quarta-feira, 21 de novembro, o nome de Fernando Jorge Castro de Lucena para comandar a Coordenadoria Municipal de Segurança Pública, órgão recém-criado dentro da estrutura administrativa da Prefeitura e que iniciará as atividades a partir de janeiro de 2013.



Na Coordenadoria, Fernando Jorge Castro de Lucena atuará na qualificação e formação dos integrantes da Guarda Municipal. Duarte explicou que, embora a segurança pública não seja de competência do município, a Coordenadoria e a atuação de Lucena irão contribuir para melhorar a qualidade dos serviços prestados na cidade, informou a assessoria de imprensa de Duarte.



Lucena, de 49 anos, é bacharel em Direito. Agente aposentado da Polícia Federal, é especializado no combate ao narcotráfico na fronteira; chefiou durante vários anos os setores de operações e inteligência da Delegacia de Repressão ao Entorpecente (DRE) em Campo Grande, com atuação em todo o Mato Grosso do Sul e várias regiões do Brasil. Atuou, também, como oficial de ligação de Relações Policiais, em Assunção, capital do Paraguai.



Atribuições



A Coordenadoria Municipal de Segurança Pública terá entre suas atribuições a proposição e a implantação de políticas públicas que promovam a proteção ao cidadão, articulando e integrando os organismos governamentais e da sociedade, visando organizar e ampliar a capacidade de defesa da população; o planejamento, a operacionalização e a execução de ações voltadas para a segurança da comunidade, dentro de seus limites de competência.



Também vai desenvolver projetos em conjunto com as instituições relacionadas com as questões de segurança pública, com vistas a proporcionar melhores condições de controle, prevenção e ou enfrentamento da criminalidade; a articulação e a coordenação dos organismos responsáveis pela Defesa Civil, com vistas à prevenção e o enfrentamento de calamidades públicas no âmbito do Município, respeitados os limites de sua competência e a prestação dos serviços de orientação do público e do trânsito de veículos em situações especiais e controle da entrada e saída de veículos em locais determinados.


Jornal Midiamax