Polícia

Polícia trabalha para localizar traficante que tinha haxixe e maconha em casa

Serviços de inteligências das cidades de Aquidauana e Anastácio estão trabalhando para tentar prender Marcos da Silva Ribeiro. Contra ele pesa a acusação de tráfico de drogas já que na casa dele os policiais localizaram 256 quilos de maconha e ainda 44 esferas de haxixe, arma e ainda munições. De acordo com informações da polícia, […]

Arquivo Publicado em 01/09/2012, às 17h25

None
1832477.jpg

Serviços de inteligências das cidades de Aquidauana e Anastácio estão trabalhando para tentar prender Marcos da Silva Ribeiro. Contra ele pesa a acusação de tráfico de drogas já que na casa dele os policiais localizaram 256 quilos de maconha e ainda 44 esferas de haxixe, arma e ainda munições.

De acordo com informações da polícia, no dia 29 de agosto, quarta-feira, a polícia recebeu uma denúncia anônima sobre os produtos ilícitos em uma residência. Chegando lá encontraram Adenilda Albres Barbosa, 42 anos, que é esposa de Marcos Ribeiro.

Na residência de Adenilma, a Nilma, os policiais fizeram a apreensão de 278 tabletes de maconha com peso aproximado de 256 kg, além de 44 esferas de haxixe, balança de precisão, um revólver calibre 38, nove munições do mesmo calibre, uma CNH falsa, uma motocicleta Yamaha com placa de Porto Murtinho e um veículo modelo Fox ano 2012 placas de Campinas-SP, além de outros objetos sem origem lícita comprovada.

Nilma alegou que os objetos apreendidos pertenciam a seu marido que, após perceber a presença dos policias, pulou o muro dos fundos da residência e não foi localizado.

Marcos possui diversos antecedentes criminais por tráfico de entorpecentes, homicídio, entre outros crimes. Além disso, tem contra ele mandado de prisão expedido pela justiça de Mato Grosso.

Nilma, que é reincidente na prática delituosa, foi atuada em flagrante delito por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e falsa identidade, sendo recolhida em uma das celas provisórias da Delegacia de Anastácio.

Denúncias sobre o paradeiro de Marcos da Silva Ribeiro podem ser feitas ao Setor de Investigações Gerais no telefone: 3241-1077.

Jornal Midiamax