Polícia

Polícia indicia homem que teve relação com menina de 11 anos por estupro de vulnerável

Dos dois homens suspeitos de praticarem o crime de pedofilia, na madrugada deste sábado (8), em Campo Grande, apenas Elenilson Cristaldo de Melo, 22 anos, será indiciado por estupro de vulnerável e corrupção de menores, todos em flagrante. De acordo com a Polícia Civil, embora as duas meninas, de 11 e 14 anos, tenham dado […]

Arquivo Publicado em 08/12/2012, às 19h09

None

Dos dois homens suspeitos de praticarem o crime de pedofilia, na madrugada deste sábado (8), em Campo Grande, apenas Elenilson Cristaldo de Melo, 22 anos, será indiciado por estupro de vulnerável e corrupção de menores, todos em flagrante.


De acordo com a Polícia Civil, embora as duas meninas, de 11 e 14 anos, tenham dado o consentimento para a prática do crime, apenas a mais nova se enquadra na lei. “De 14 anos em diante a legislação afirma que não há mais o crime de estupro, se houver o consentimento da pessoa”, afirma o delegado Rodrigo Vasconcelos.


Por ser um crime hediondo, a pena varia de oito a quinze anos de reclusão. Sobre a possível participação do motel, o delegado afirma que ainda realiza oitivas e prosseguirá com as investigações.


As garotas, que seriam amigas há cerca de dois meses, tinham sumido desde a manhã de ontem, após saírem da escola. Foi o tio da adolescente que a flagrou entrando na casa de um dos autores, no bairro Manoel Taveira, e ligou para a polícia.

Jornal Midiamax