Polícia

Mulher toma arma de ladrão que é preso após assaltos a postos de combustíveis na Capital

Depois de realizar seis roubos na Capital, bandido encontrou pela frente comerciante que reagiu ao assalto

Arquivo Publicado em 16/04/2012, às 12h30

None

Depois de realizar seis roubos na Capital, bandido encontrou pela frente comerciante que reagiu ao assalto

Rodrigo Castilho Neves, 27 anos, foi preso em Campo Grande, na noite deste domingo (15), após ter realizado seis assaltos e uma das vítimas ter reagido e desarmado o bandido.


De acordo com a Polícia, Neves assaltou três postos de gasolina, sendo um na rua Marechal Deodoro e dois na avenida Manoel da Costa Lima, duas pessoas na rua Antônio Siufi, região do Guanandi e um posto de apoio da empresa Eucatur, no bairro Jockey Clube e um comércio na rua Ouro Verde, no mesmo bairro.


O suspeito teria sido preso após a comerciante reagir, situação que a polícia desaconselha, por causa dos riscos.


Crimes


Neves, que possui diversas passagens policiais, inclusive por homicídio e estava evadido do sistema de semi-liberdade, das 18h30 até às 23h45 realizou todos os assaltos.


Segundo o 10º Batalhão da Polícia Militar, nas primeiras ocorrências ele chegou de moto, contando que estava acidentado e pedindo ajuda, em seguida anunciava o assalto.


Já nas últimas ocorrências, o suspeito chegou em um Fiat Uno, que teria pedido emprestado no bairro Danúbio Azul. Além dele, outras duas pessoas estavam no veículo, sendo um menor e informaram que apenas pegaram carona.


Em dois locais de roubo, o rapaz chegou a fazer dois disparos para o chão. No posto de apoio da Eucatur, ele atirou em direção a uma vítima, mas não chegou atingir.


Com ele a polícia encontrou R$ 1.300, seis celulares e um revolver calibre 32, utilizado para praticar os crimes.


Desarmado


A comerciante contou que por volta das 23 horas ele chegou ao seu estabelecimento e pediu uma cerveja. Em seguida reclamou que a bebida era mais cara do que na cadeia e avisou que pertencia ao PCC (Primeiro Comando da Capital) e anunciou o assalto.


Em determinado momento a vítima veio por trás e pegou a arma do assaltante. Os dois entraram em luta corporal. A comerciante informou que Neves chegou a realizar três disparos, mas falharam. Além disso, o assaltante tentou negociar com a vítima para recuperar a arma.


A vítima fugiu para sua casa e em seguida a Polícia Militar prendeu o assaltante. No comércio e na casa estavam a comerciante, o marido e uma filha de 18 anos.


A polícia não sabe ainda o total que ele pode ter roubado.


O delegado Paulo Sá, ressaltou que nenhuma vítima deve reagir no momento do assalto, porque em 99% dos casos a pessoa acaba sendo atingida pelo disparo. Autor será levado para a penitenciária.

Jornal Midiamax